Ronaldo Marinho

Literatura Contemporânea!

Textos

Espírito desnudo
O adolescente Badião vivenciou a experiência desestabilizadora em Zapilândia, interior goiano, ao participar do culto celebrado pelo pregador Ambrósio. Reuniam-se aproximadamente trinta pessoas. Não era sabido, mas o pastor nutria um fetiche que depunha contra o entendimento moral daquela congregação.

Durante a liturgia, às 20 h, a fiel à frente de Badião manifestou um espírito. Brados de “aleluia, aleluia” fervilhavam por todos os pontos e retas.
Afrouxando o nó da gravata, ordenou o pastor:
- Tragam a criatura até o púlpito!

Os devotos a direcionaram. A garota cacarejava, intercalando palmas e sapateado. Badião quis retirar-se do ambiente. Havia consumido cerveja em excesso. Olhos vermelhos como labaredas. Tremulando o pensamento e as pernas, permaneceu quieto. O ministrante impôs as mãos na cabeça da jovem; esta se debatia com o tronco inclinado para frente, emitindo grunhidos. No ar, curiosidade e choros de crianças.

Rodopiando o cavalo, a entidade nomeou-se Zombeteira. Em gritos, expôs a fantasia sexual do religioso. Consistia na imposição à esposa, bispa Claristrata, a envolver-se em orgias, além de aliciamento de rapazes. O orador repreendia. Zombeteira agarrou os testículos do sacerdote, o homem emitiu um suspiro ensurdecedor. As religiosas veteranas acirraram as vozes, entoando um cântico forte. Em auxilio, o pastor Trupizupe proferiu sentenças de exorcismo. Um membro da banda dedilhou um forró. Badião, despindo seu corpo obeso, subiu no altar.

A moça já havia liberado os órgãos genitais do Ambrósio. Ela dançava tocando um pandeiro imaginário e cantarolando no tom ditado pela sanfona. Atiçada pelo moleque, surpreendeu com coreografia extremamente pornográfica. O segurança do templo encaminhou o rapaz até a Delegacia de Polícia da Infância e Juventude, onde permaneceu apreendido, por vinte e quatro horas. Após, foi liberado, mediante intervenção da bispa Claristrata.


Ronaldo Marinho
Enviado por Ronaldo Marinho em 02/03/2021
Alterado em 25/03/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras